15 estratégias para você estudar melhor

21 de junho de 2019 - 10 minutos lido

Dessa vez resolvemos falar de um assunto diferente aqui no blog da Evolut.

Você está acostumado a ler sobre os cursos técnicos, a formação, as áreas de atuação e o mercado de trabalho em que futuramente você estará inserido.

Mas lembramos de algo que acompanha você em todas essas etapas e que ainda não tínhamos conversado sobre: os estudos.

É através de muito estudo, associado aos ensinamentos dos professores da nossa equipe, que o aluno vai aprender tudo do curso técnico e crescer no mercado e na profissão.

Pensando no quão fundamental esse assunto é, resolvemos compartilhar com você 15 dicas que vão te ajudar a otimizar seus estudos.

Para conferir é só continuar lendo!

Existe uma forma correta de estudar?

Primeiro é interessante deixar claro que existem várias formas de estudar e não apenas uma única maneira correta.

O ideal é você testar jeitos diferentes de estudar e descobrir o que funciona melhor pra você.

O que podemos afirmar é que de fato existem estratégias de estudo, comprovadas cientificamente, que tornam o aprendizado mais eficiente.

Por isso é importante ter em mente que o segredo não é estudar mais, e sim estudar melhor.

E isso é tão verdade que estudar em excesso, também conhecido pelo termo overlearning, pode prejudicar o processo de aprendizado.

Isso acontece porque a capacidade do indivíduo de relembrar um conteúdo tem um limite menor que a capacidade de estudo.

Assim, trabalhar para descobrir qual a técnica de estudo mais eficiente para você, é a chave que vai garantir seu sucesso nas provas, no curso em geral e até no seu desenvolvimento dentro da profissão.

Agora vamos às dicas!

E as dicas são…

1 – Evite a procrastinação:

Não atrase seu estudo em horas porque está com preguiça ou porque sua casa precisa ser arrumada.

Comece a estudar no horário que você estabeleceu para que a procrastinação dos estudos não se torne um hábito.

2 – Impeça a “curva do esquecimento”:

A curva do esquecimento é, segundo cientistas, o fenômeno em que a primeira vez que você ouve uma aula ou estuda algo novo, tem maior chance de retenção do que quando apenas revê o conteúdo novamente dentro de 24 horas.

O mais legal é que isso tem um efeito cumulativo.

Depois de uma semana, você terá capacidade de reter 100% das mesmas informações após apenas cinco minutos de estudo.

A curva do esquecimento comprova inclusive aquela fala de todo professor: “não deixem para estudar na véspera da prova.”, porque, para otimizar seu tempo de estudo, é interessante estudar mais próximo do dia em que você teve contato com o material do que do dia da prova.

maneiras-estudar

Fonte: Unsplash

3 – Utilize material impresso:

Apesar de tablets e notebooks serem ótimos pela sua praticidade e portabilidade, ainda é interessante priorizar o uso de material impresso durante os estudos.

Inclusive, grande parcela dos alunos afirmam preferir uma cópia impressa a um dispositivo digital quando se trata de estudo e trabalho escolar.

De acordo com um professor de psicologia da Universidade de Leicester, na Inglaterra, alunos precisam de mais repetição para aprender quando leem na tela do computador em comparação a quando consultam apenas material impresso.

4 – Faça conexões:

Essa é uma técnica bem pessoal, pois é necessário que o aluno faça suas próprias conexões entre as informações de modo que elas se encaixem e comecem a fazer sentido

5 – Tenha sempre seus objetivos em mente:

Lembrar sempre o motivo pelo qual você está se dedicando aos estudos é uma ótima forma de conseguir aquele gás extra para terminar de aprender todo o conteúdo.

6 – Estude quando estiver cansado – e descanse em seguida:

A priori isso pode parecer contraditório, mas de acordo com a ciência, faz total sentido.

Existe um termo que descreve esse ato de estudar cansado: o sleep-learning.

Essa técnica é interessante, pois quando o cérebro está mais cansado, ele fica mais apto a reter concentrações mais altas de habilidades novas (tocar um instrumento ou falar uma língua estrangeira, por exemplo).

Então fica a dica: revisar o material antes de dormir pode de fato ajudar o cérebro a reter as informações.

maneiras-estudar

7 – Não releia, relembre:

Reler um mesmo assunto diversas vezes pode levar o indivíduo ao engano e fazer com que ele acredite que está dominando o conteúdo, quando isso não é necessariamente verdade.

Por isso, a sugestão é que o estudante, após a leitura, feche o livro e recite tudo o que conseguir lembrar.

8- Cronograma de estudo:

Organização é tudo!

Planeje de forma realista o que você vai estudar no dia e procure seguir o cronograma à risca.

9 – Use o sistema Leitner:

O sistema Leitner vai ajudar o estudante a memorizar o conteúdo que eles têm pouco conhecimento através da repetição.

Essa técnica é muito conhecida por utilizar cartões de memorização em que perguntas são colocadas em uma caixa e caso a resposta seja correta, o cartão passa para a caixa seguinte, caso contrário, ela permanece na primeira caixa.

10 – Pense sobre o pensar:

É a técnica em que durante o processo de aprendizado o estudante precisa avaliar de forma constante seu nível de habilidade e progresso.

Além disso, também deve dar atenção ao seu estado emocional enquanto realizam atividades mais estressantes.

Essa estratégia promove uma retenção mais consciente e efetiva do conteúdo.

11 – Varie o conteúdo:

Procure estudar temas variados durante o momento de estudo, ao invés de focar em apenas um tipo de conteúdo.

Mas lembre-se de alinhar conteúdos de áreas semelhantes, por exemplo: não estudar apenas um único assunto de matemática mas sim diversos temas dentro da matéria.

12 – Desenvolva o hábito de estudar:

Comece com um tempo curto, de 10 a 15 minutos por dia e vá aumentando aos poucos.

Assim, quando menos esperar, você terá desenvolvido o hábito do estudo.

13 – Mude de cenário:

Essa é uma dica simples, porém muito eficaz!
Mudar de local de estudo pode inclusive aumentar os níveis de retenção de informações e concentração.

maneiras-estudar

14 – Vire o professor:

Uma boa técnica de aprendizado é ensinar o que você acabou de estudar para outra pessoa, ou até para si mesmo, em voz alta.

Essa técnica, além de ajudar a retenção do conteúdo, também promove maior organização das informações na mente do estudante.

15 – Escolha bem seu local de estudo:

Evite estudar em lugares confortáveis demais, como a sua cama ou o sofá da sala.

Vá para um lugar que estimule a vontade de estudar, seja na mesa de estudos da sua casa ou numa biblioteca pública.

Vale tudo desde que você não deite e tire aquele cochilo no lugar.

E assim terminam as 15 dicas…

Se você ainda não segue essas estratégias, recomendamos que comece já!

Garantimos que elas vão otimizar seus estudos e tornar seu processo de aprendizado muito mais eficaz!

Tags: , , , ,