Técnico em Radiologia: entenda tudo sobre a profissão

7 de setembro de 2018 - 13 minutos lido

Nem sempre o melhor caminho para entrar no mercado de trabalho é prestar um vestibular e ingressar na faculdade, como muitos pensam. Apesar de ser o modo mais tradicional a ser seguido pelos estudantes que acabaram de concluir o ensino médio, pode não ser o mais vantajoso no momento.

As principais variáveis na hora de tomar essa decisão são: duração do curso, distância a ser percorrida diariamente, investimento financeiro e necessidade atual. Com base nisso e tendo em vista as dificuldades encontradas no mercado, como o grande número de desempregados, as pessoas estão em busca de agilidade e custo-benefício. Na maioria dos casos, estão focadas no objetivo de aumentar as chances de empregabilidade em um curto espaço de tempo.

Ingressar em um curso técnico, então, acaba sendo uma boa alternativa. Além de oferecer uma carga horária reduzida, é um tipo de formação que prepara o estudante para o mercado de trabalho, oferecendo especializações e habilidades exigidas pelos profissionais da área.

Entre as vantagens de um curso técnico, podem ser vistas:

– Antecipação na entrada do mercado de trabalho
– Aumento do conhecimento da área de atuação, por conta da vivência prática
– Mais convicção na hora de escolher qual curso superior fazer depois
– Mais chances no mercado de trabalho após iniciar a faculdade

imagem de radiografia de um braço

Fonte: Nickwarrilow / Pixabay

Como Funciona o Curso Técnico em Radiologia

São muitos os cursos técnicos oferecidos em todo o Brasil, que vão desde áreas tecnológicas até áreas de saúde. Tem para todos os perfis e necessidades. Neste artigo, vamos falar especificamente sobre o curso técnico em Radiologia, uma vez que esta formação vem sendo bastante procurada.

O técnico em Radiologia é habilitado para realizar exames de raio X, processar filmes radiológicos e manipular aparelhos de diagnósticos. Ele também é responsável por toda a preparação do ambiente onde será realizado o procedimento, bem como pelas orientações que devem ser dadas ao paciente que será submetido ao diagnóstico por imagem.

Entre os exames realizados por meio dessa técnica estão a tomografia, mamografia, densitometria óssea, ultrassonografia e ressonância magnética. Em todos esses exames, é possível diagnosticar doenças como tumores, câncer de mama, câncer nos ossos, fraturas, osteoporose, infecção, problemas dentários, entre outros.

É importante que o técnico em Radiologia entenda sobre as diferenças entre ressonância magnética, raio X e tomografia.

O raio X e a tomografia exigem a utilização da radiação ionizante, que é a radiação que possui energia suficiente para fazer com que os elétrons se desprendam dos átomos e moléculas, tendo, por consequência, sua estrutura alterada.

De forma mais simples, a tomografia é uma maneira mais moderna e atualizada do raio X comum, que possibilita resultado em três dimensões, fato que facilita o diagnóstico final.

Por outro lado, a ressonância não se utiliza da radiação ionizante. Como o nome já indica, o processo é baseado em uma ressonância magnética de átomos de hidrogênio, processo que forma a imagem final.

Por ser um procedimento mais “leve”, sem radiação, a ressonância é indicada para mulheres grávidas, sem que ofereça prejuízos para ela ou para o bebê.

O curso de Radiologia normalmente começa com disciplinas de introdução, como biologia e autonomia, para que o estudante comece a se apropriar do conhecimento teórico que envolve a área. Após isso, ele é apresentado ao universo tecnológico por meio de disciplinas de informática e gestão.

Além desses, outros conhecimentos mais específicos sobre a radiologia e procedimentos realizados pelo profissional são estudados dentro do curso com mais profundidade. Outras habilidades são adquiridas pelos estudantes por meio de disciplinas como:

  • Biossegurança
  • Matemática Aplicada
  • Anatomia e Fisiologia Humana
  • Posicionamento Radiográfico
  • Medicina Nuclear
  • Hemodinâmica
  • Radioterapia
  • Exames Contrastados
  • Tomografia Computadorizada
  • Radiologia Veterinária

Essas e outras fazem parte da programação de conteúdo do curso técnico em Radiologia, com duração que pode ser de 2 a 3 anos, seja presencial ou à distância.

Formas de atuação como Técnico em Radiologia

Uma grande vantagem dessa profissão é que há muitas “subáreas” de atuação, fato que aumenta bastante as chances de empregabilidade do técnico em Radiologia.

É importante que o profissional goste da área e esteja disposto a estudar e se manter atualizado sobre as novas técnicas que estão surgindo para melhorar a maneira de diagnosticar e tratar patologias. Logo, especializações se fazem bastante necessárias na área.

Além disso, nesta área o profissional tem acesso a radiografias convencionais ou digitais, e elas podem ser usadas não só na área médica, como muitos pensam, mas em serviços de indústrias e de engenharia, como você verá a seguir.

Área Médica e Odontológica

O técnico em Radiologia pode atuar na área médica, ou seja, em hospitais, clínicas particulares ou em unidades básicas de saúde. Nestes locais, o profissional fica responsável pela manipulação das máquinas responsáveis pelos exames de imagens, além da organização da sala e do paciente que irá realizar o procedimento.

Com estas imagens em mãos, ele é capaz de diagnosticar diversos problemas de saúde, como tumor, câncer e outras doenças nos ossos e órgãos internos. Além disso, imagens odontológicas são realizadas antes e após procedimentos cirúrgicos na arcada dentária.

alguem numa maquina de ressonancia

Fonte: Hioahelsefag / Pixabay

Área Industrial

Nesta área, o profissional está apto a atuar em setores como o petrolífero, o automobilístico, o naval, o aéreo e o civil. Além disso, na indústria farmacêutica e na alimentícia, o técnico trabalha em conjunto com engenheiros, químicos e físicos que trabalham operando fontes radioativas usadas na esterilização de medicamentos e alimentos.

O foco do radiologista, nesse caso, será na busca da qualidade das imagens que são necessárias para a manipulação e processo de fabricação destes.

Área de Engenharia

Na engenharia, o técnico de Radiologia pode utilizar do conhecimento para manipular estruturas de construção e tubulações de edifícios que estão por trás do concreto e ficam imperceptíveis. O mesmo acontece com a fuselagem da aeronave, parte onde ficam as asas do avião. O objetivo é corrigir erros que podem acontecer no processo de construção.

Radiologia Veterinária

Assim como as pessoas, os animais também precisam fazer exames, sejam eles de pequeno, médio ou grande porte. A Radiologia, nesse caso, acaba se fazendo presente por meio de exame de ressonância magnética, raio X e tomografia computadorizada.

O método utilizado vai depender do que precisa ser diagnosticado e também da facilidade de realização do exame em cada tipo de animal. Cavalos, tigres, cães, gatos e até peixes podem passar por procedimentos radiológicos.
Para exercer alguma dessas áreas listadas, o técnico em Radiologia precisa fazer o registro no Conselho Regional de Técnicos em Radiologia após sua formação.

A importância da Radiologia no Mercado Atual

Algumas pesquisas na área médica indicam que a Radiologia é um dos ramos que mais cresce no segmento da saúde. Isso está totalmente relacionado com as novas patologias que estão sendo descobertas, e consequentemente pela necessidade de melhorar as formas de diagnósticos por imagem, para que eles tenham o máximo de precisão.

A Radiologia é muito importante não só para o diagnóstico médico, mas para o acompanhamento da evolução do caso do paciente (no caso da área médica) durante o tratamento e até na própria resolução da patologia.

Com a expansão das possibilidades para diagnósticos, técnicas mais avançadas vêm surgindo e outras já estão sendo testadas para tratamentos importantes, como no caso da mamografia e da tomografia computadorizada, que estão sendo bastante procuradas atualmente.

A tecnologia também vem influenciando bastante graças às técnicas de diagnóstico por imagem. Só para se ter uma ideia da importância da evolução dessa área, antigamente não era possível analisar com grande detalhamento e precisão determinadas condições clínicas.

Diferentemente desse tempo, hoje as patologias são investigadas com mais profundidade e de forma não invasiva. Além disso, os exames já podem ser vistos de forma digital e em até três dimensões, evolução esta que contribui imensamente na convicção do problema.

As perspectivas, portanto, para esta área, é que novas tecnologias surjam e que seja exigido do profissional mais estudos e atualizações. E tendo em vista a previsão desse crescimento, fica fácil perceber o quanto ela é fundamental para a saúde e para as diversas outras áreas de atuação já mencionadas.

Faixa Salarial para o Técnico em Radiologia

O salário do técnico em Radiologia pode variar a depender do local de trabalho e área de atuação escolhida pelo profissional.

A média é de R$ 1.628, acrescido de um adicional por insalubridade, que normalmente é em torno de R$ 650. Estima-se, portanto, que é a remuneração é de R$ 2.278.

Na Evolut Escolas Técnicas, você encontra o curso técnico em Radiologia com todos os requisitos necessários exigidos pelo mercado, além de professores renomados e programação de acordo com a sua necessidade.

Para fazer sua inscrição basta clicar aqui.

Tags: ,