· Piracicaba: (19) 3434-9873 ·· Jundiaí: (11) 4526-2528 ·

É normal sempre ouvirmos falar na internet sobre organização pessoal: existem incontáveis blogs, canais do YouTube e perfis do Instagram dedicados a falar sobre esse assunto por aí, e todos tratam de diferentes formas como alguns métodos de ordem e planejamento são essenciais para a manutenção de uma boa rotina. Como esse conteúdo está “fragmentado” em vários segmentos pela internet, nós aqui do blog da Evolut te damos uma colher de chá com esse post que compila os hábitos mais importantes dos métodos de organização pessoal, explicando a influência direta que eles terão na sua vida e como eles podem torná-la muito mais prática.

Não existe segredo em relação a isso: se você quer conseguir atingir os seus objetivos de uma forma confortável e ter uma vivência de estudos e/ou trabalho agradável, manter bons parâmetros de organização pessoal é o passo mais importante. E a organização pessoal não se resume apenas à organização física (de objetos, espaços e documentos), mas também engloba a organização digital (de arquivos virtuais, acesso a esses arquivos, perfis na internet e acesso a equipamentos) e a organização de tempo (agenda, compromissos, tempo hábil para trabalho, estudos, descanso e atividades livres). Apesar de parecer muita coisa, você vai entender que organizar todos esses pontos não é nenhum bicho de sete cabeças e, com algumas diretrizes simples, você pode aprimorar a sua rotina através de hábitos organizacionais mais especializados e práticos. 

A organização pessoal começa pelo corpo

O primeiro e (decididamente) importante passo para uma boa organização pessoal é a manutenção de uma rotina equilibrada. E isso significa regular o seu corpo para abarcar essa rotina. Uma das dicas mais básicas em relação a organização de rotina é a questão de horários: separe horários bem definidos para todas as suas atividades do dia, incluindo horários certos para dormir e acordar. Quando os horários de dormir e acordar do indivíduo estão desregulados, ele tende a se estressar mais facilmente, atrasar atividades e não conseguir dar o máximo de seu foco e produtividade para as tarefas diárias. Com uma boa definição e disciplina relacionada aos horários do sono, é possível zelar por noites de sono melhores, o que impacta diretamente no seu bem-estar, humor, saúde e disposição no dia a dia. 

Organização pessoal: tempo e espaço

Criada uma rotina saudável de sono, você pode começar a organizar com mais afinco demais horários da sua rotina. Pense sobre o tempo médio que você toma para concluir determinadas atividades e organize isso em uma agenda física ou virtual, um planner ou em um Bullet Journal (ferramentas essenciais para manter uma boa organização – e a gente já ensinou como criar o seu próprio Bullet Journal neste post

Mesmo se você não cumprir com todas as atividades planejadas “no papel”, tê-las descritas e bem definidas já é um passo importante para acionar o seu senso de responsabilidade e temporalidade – você sempre vai entender quando deve executar tais atividades e assim irá começar a se acostumar com a frequência disso. Lembre-se de manter algumas lacunas de tempo extra nessa organização: assim você vai ter tempo para cobrir imprevistos, atividades de última hora ou atividades que demandem mais tempo que o comum para serem concluídas. Também deixe algum tempo livre para lidar com a organização em si: se você trabalha, deixe um tempo livre assim que chegar no trabalho para organizar as suas atividades e prioridades do dia, e se você estuda, guarde um tempinho antes de iniciar a parte pesada dos estudos para organizar os assuntos e materiais que você irá estudar.

A organização de tempo, é claro, não é nada sem a organização do espaço físico onde você irá trabalhar ou estudar. Para tanto, um hábito interessante de se adotar é sempre  conferir, ao chegar no trabalho, se está tudo adequado para você desenvolver suas atividades diárias: sua cadeira e seus equipamentos, itens como mouse, teclado, telefone, tela do computador, iluminação, etc. A mesma coisa acontece com seu ambiente de estudos, adicionando nessa lista itens como livros, papéis com anotações e demais materiais de estudos. Essa organização do espaço torna a sua experiência diária mais confortável, e esse conforto é capaz de melhorar o seu humor e te deixar com mais motivação para concluir essas tarefas – e especialmente concluí-las sem grandes interrupções. Não se esqueça que alguns outros fatores como limpeza periódica e arrumação geral também são importantes nessa equação.

Distrações e prioridades no âmbito da organização pessoal

Existem milhares de coisas que podem ajudar na manutenção de uma boa organização pessoal, mas existem outras dezenas de coisas que podem atrapalhar essa organização. Dentre essas coisas, as mais notáveis são as distrações – e no mundo globalizado, digitalizado e hiperconectado em que vivemos, as distrações são MUITAS. Notificações do celular, conversas paralelas com amigos, aplicativos, TV e até pausas frequentes para comer são algumas das distrações mais comuns no nosso dia a dia. 

Nem todas essas distrações são extremamente nocivas, claro, afinal, não somos de ferro e precisamos nos distrair rapidamente com algo entre uma atividade e outra para sentirmos que existimos além do trabalho e estudos, mas é importante também entender quais são as distrações que de fato atrapalham a nossa produtividade. Entendidas essas distrações, é possível fazer uma lista com elas e trabalhar em eliminá-las ou pelo menos minimizá-las durante a sua rotina. Se você é muito assíduo no celular e vê que essa assiduidade está atrapalhando diretamente o seu desempenho no trabalho, você pode desligá-lo ou desligar as notificações dele e só consultá-lo em intervalos bem definidos. Já se você se distrai facilmente com conversas, você pode explicar para os seus colegas de trabalho ou companheiros de grupos de estudos para conversar com você apenas o essencial durante suas atividades diárias, destinando o tempo após o término dessas atividades para conversar de forma mais livre.

Dribladas as distrações, você pode começar a focar nas suas prioridades. Após algum tempinho de experiência com organização pessoal, você já vai saber naturalmente quais atividades precisam de maior atenção e entrega no dia a dia e quais atividades possuem um aspecto mais secundário, e com o tempo isso vai estar bem claro na sua mente, fazendo com que a sua rotina seja cada vez mais internalizada e parte essencial de você como ser ativo.

Fechar Menu