Planejamento é algo essencial para que qualquer pessoa consiga colocar uma ideia em prática, mas nem sempre a gente está totalmente ciente da suma importância que essa simples etapa possui em áreas centrais das nossas vidas – como estudos e trabalho. Com 2021 chegando, a relevância do planejamento ressurge em uma das ações mais repetidas no início de um novo ano: o planejamento de metas.

Mas como exatamente fazer um bom planejamento de metas? E como esse planejamento pode ser realmente útil na conquista dos seus objetivos profissionais e educacionais? Foi pensando justamente nessas questões frequentes que nós do blog da Evolut formulamos este artigo explicando mais sobre o planejamento de metas e como se organizar para atingir com precisão os seus objetivos. Já fizemos alguns artigos antes sobre organização (especialmente nos estudos), mas este artigo é focado mais especificamente no planejamento sistematizado e na manutenção de uma boa motivação, algo que é essencial para que consigamos tirar as nossas metas do papel e colocá-las em prática.

Se você já tem algumas metas elencadas para 2021, com este texto nós vamos te ajudar a organizá-las da melhor forma; caso você ainda não tenha elencado nenhuma meta então disponha de papel e caneta em mãos e se prepare para seguir os passos que vamos indicar nos tópicos a seguir!

O segredo do planejamento de metas: foco na objetividade

Algo importante a se levar em consideração durante o planejamento de metas é a objetividade. Não adianta criar metas muito complexas ou cheias de pormenores: as metas precisam ser diretas ao ponto, citando, sem rodeios, aquilo que você quer conseguir no prazo que estipular. O motivo disso? Quando as nossas metas são muito amplas e não vão direto ao ponto, possuímos uma tendência a simplesmente não cumprí-las ou considerá-las como uma dificuldade – e às vezes objetivos muito amplos são uma dificuldade de fato.

Por exemplo, se um dos seus objetivos é se inserir no mercado de trabalho, você vai dividir isso em algumas poucas metas simples, como: 1. pesquisar mais sobre processos seletivos e 2. ir atrás de seleções de emprego/estágio. Essas duas metas exemplificadas são metas objetivas e que te direcionam rapidamente para aquilo que você deve fazer. Colocar simplesmente “se inserir no mercado de trabalho” como meta é algo vago e que vai parecer dificultoso, já que existem mil e uma formas de se inserir no mercado e inúmeras maneiras de começar a fazer isso. O segredo para ser objetivo é a especificidade: quanto mais específica é a sua meta, mais claro ficará o caminho para alcançá-la. 

Aprimorando o planejamento de metas: torne tudo ainda mais específico

Como foi citado brevemente, a especificidade é o segredo para criar metas “cumpríveis”. Então saiba que, quanto mais específicas forem as suas metas, mais facilidade você encontrará em cumprí-las. Por isso, ao criar suas metas, crie sempre algumas “mini metas” relacionadas à meta principal. Uma meta bem planejada é aquela que não deixa grandes arestas em relação ao seu cumprimento, e listar os passos para torná-la realidade é a pedra angular desse processo.

Um exemplo que pode se relacionar com os leitores do Blog da Evolut é sobre iniciar um curso técnico. Se você define como meta “procurar um curso técnico”, você pode definir três mini metas que complementam essa meta principal, como “descobrir escolas técnicas próximas”, “decidir qual curso técnico você deve fazer” e “comparar preços e custo-benefício”. Essas mini metas são quase como uma “escadinha” direcionando para o cumprimento de uma meta maior, dando uma visão gradual do seu objetivo e assim ajudando a torná-lo realidade. 

Lidando com o planejamento de metas: coerência e memória

Ok. Agora que você sabe um pouco sobre os primeiros parâmetros para elencar metas, você tem que saber algo que vai te ajudar a não se perder nesse processo: qualquer meta que você quiser elencar precisa ser coerente com a realidade. Por isso, quando for elencar metas para um ano, tenha em mente que essas metas precisam dizer respeito àquilo que você terá reais condições de alcançar neste espaço de tempo. Isso não quer dizer que você não pode sonhar grande – você pode, e deve, ter objetivos grandes, mas eles necessitam de um prazo maior para serem realizados, não é mesmo? 

Foque em metas que estejam dentro das suas capacidades e não viaje muito na hora de decidir os seus objetivos para o ano, metas inalcançáveis demais acabam minando a nossa motivação e fazendo parecer que os nossos propósitos profissionais ou educacionais são impossíveis.

Dito isso, hora de colocar as metas no papel! Mas é preciso ir além: depois que elas forem para o papel, você não pode simplesmente colocá-las numa gaveta e só lembrar delas ocasionalmente. O esquecimento e a procrastinação são os principais inimigos do planejamento de metas, pois faz parecer que os objetivos elencados não possuem nenhuma relevância. Coloque suas metas no papel e deixe-as em algum local fácil de visualizar, salve essas metas também em lembretes ou notas no seu smartphone, em post-its espalhados por seu ambiente de estudo ou trabalho e também em outros materiais de organização, como agendas e planners (se você usá-los com frequência). 

Planejamento de metas: motivação, motivação e motivação!

Com um bom quantitativo de metas realísticas elencadas e a segurança de que você não vai esquecê-las tão facilmente, agora é hora de começar a cumprí-las. A primeira coisa a se entender nesse processo é que nem sempre vai ser fácil concluir cada uma das metas que você pôs no papel – por mais realísticas que elas sejam. Dificuldades existem em basicamente todos os âmbitos da nossa vida e nunca sabemos quando elas podem nos surpreender, então esteja preparado para lidar com algumas situações adversas ao tentar colocar alguns de seus objetivos em prática.

As dificuldades ajudam a entender duas coisas: em primeiro lugar, o planejamento de metas é algo que pode passar por alterações ou ajustes e, em segundo lugar, as dificuldades surgem não para minar os seus objetivos, mas sim para te estimular com uma dose extra de motivação. E é disso que as metas precisam para serem cumpridas com exatidão: motivação, foco e persistência. Ou seja: nada de desistir logo no primeiro imprevisto que ocorrer!

Por fim, lembre-se de elencar um número confortável de metas, já que um quantitativo muito elevado delas pode ser impossível de se cumprir em qualquer intervalo de tempo lógico. Pense muito naquilo que você deseja realizar como estudante e/ou profissional e tenha em mente os caminhos possíveis para a concretização desses seus objetivos.